Entrega das insígnias de Cavaleiro da Ordem das Artes e Letras ao Maestro António Victorino d’Almeida (13.05.2014) [fr]

O Embaixador de França em Portugal, Jean-François Blarel, entregou as insígnias de Cavaleiro da Ordem das Artes e Letras ao grande compositor António Victorino d’Almeida, no dia 13 de Maio de 2014, no Palácio de Santos.

Entre os convidados encontravam-se personalidades do mundo da música como o seu amigo e cúmplice de longa data Carlos do Carmo, a Conselheira Cultural da Câmara de Lisboa, Catarina Vaz Pinto, familiares e amigos mais próximos.

Instituída em 1957, a Ordem das Artes e Letras é uma das mais importantes condecorações honoríficas da República Francesa que consagra personalidades que tenham contribuído para a difusão da cultura no mundo.

Com esta condecoração a França homenageou, em vésperas de festejar os seus 74 anos, o mais prolífico dos compositores portugueses vivos, cuja carreira internacional de 59 anos é a imagem da sua obra. Grande mestre na orquestração, figura incontornável da música em Portugal, ele também aventura-se nos domínios da televisão, do cinema e do teatro, sendo também escritor, cenarista e realizador, com o mesmo sucesso.

Francófono e francófilo, António Victorino d’Almeida tem mantido desde sempre uma relação afectiva especial com a França sendo muito forte a sua ligação com a cultura e os valores franceses. As suas filhas e netos, alguns nascidos em França, frequentaram os liceus franceses de Viena e de Lisboa. As suas filhas Maria de Medeiros (actriz, realizadora e cantora) e Inês de Medeiros (actriz e deputada) viveram muitos anos em Paris; a sua terceira filha Anne Victorino D’Almeida (compositora e violonista) é franco-portuguesa.

Discurso do Embaixador Jean-François Blarel :

PDF - 204.6 kb
Discurso do Embaixador Jean-François Blarel (FR)
(PDF - 204.6 kb)

Actualizado em: 16/05/2014

Topo de página