Comemorações do armistício de 11 de Novembro de 1918 : mais de 60 chefes de Estado e de Governo em Paris [fr]

No âmbito da primeira sessão do Fórum de Paris pela Paz, os Chefes de Estado e de Governo imaginarão e construirão, com a sociedade civil, soluções inovadoras para um multileralismo refundado.

Mais de 60 Chefes de Estado e de Governo, entre os quais Emmanuel Macron, Angela Merkel, Donald Trump, Vladimir Poutine e Marcelo Rebelo de Sousa, estiveram em Paris a 11 de novembro para celebrar o Centenário do armistício numa cerimónia que teve lugar no Arco do Triunfo, face ao túmulo do soldado desconhecido.

JPEG - 108.7 kb
Arc de Triomphe
Photo : Lary

Após um almoço no Eliseu, os Chefes de Estado e de Governo participaram no Fórum de Paris sobre a Paz (ver abaixo), aberto simbolicamente pela chanceler alemã Angela Merkel com uma intervenção às 15h30 que deu seguidamente a palavra a António Guterres, Secretário-geral da ONU.

No dia 11 de novembro, inúmeras homenagens aos "poilus" (nome dos soldados franceses da Grande Guerra) mortos pela França tiveram lugar junto de cerca de 30 000 monumentos aos mortos, em várias cidades e aldeias francesas.

Antes do início do programa de 11 de novembro, o Presidente da República, Emmanuel Macron, deslocou-se, até ao dia 10 de novembro, aos principais locais do conflito em França, de Morhange a Rethondes, passando por Verdun, Charleville-Mézières, Maubeuge, Lens e Albert. Ao todo, visitou 11 departamentos e 17 cidades de França. Esta “itinerância da memória” começou na passada segunda-feira, 5 de novembro, no monumento da batalha de Morhange, na Moselle.

A 10 de novembro, Emmanuel Macron deslocou-se a Compiègne, acompanhado pela chanceler Merkel, ao local onde se encontrava o vagão onde foi assinado o armistício, para aí homenagear os combatentes da Grande Guerra.
Consulte a agenda do centenário em : http://centenaire.org/fr/agenda

- Entrevista concedida pelos embaixadores de França, Jean-Michel Casa, e da Alemanha, Christof Weil, ao "Diário de Notícias" (on line) 9 de Novembro de 2018.

- Veja o discurso do Presidente da República, Emmanuel Macron, proferido debaixo do Arco do Triunfo, por ocasião das Comemorações do Centenário do Armistício - Paris, 11 de novembro de 2018.

JPEG - 73.5 kb
L’ossuaire de Douaumont
Photo : Peter Curb

PNG

Fórum de Paris sobre a Paz (11-13 de Novembro de 2018)

A primeira edição do Fórum de Paris sobre a Paz terá lugar de 11 a 13 de novembro de 2018, na Grande Halle de La Villette. O Fórum de Paris será inaugurado pelo Presidente Emmanuel Macron, a Chanceler Merkel e o Secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres.

Os objetivos do Fórum de Paris sobre a Paz

O Fórum de Paris sobre a Paz insere-se numa dinâmica lançada pelo Presidente da República Emmanuel Macron, para reafirmar a importância do multilateralismo e da ação coletiva face aos desafios atuais, além do populismo e das tensões entre os Estados.
Este fórum pretende alcançar a paz através de uma melhor governança mundial e promover tudo o que contribua para a redução das tensões internacionais através da cooperação dos Estados com as sociedades civis, e dos Estados entre si, para enfrentarem os desafios transfronteiriços, a gestão coletiva dos bens públicos mundiais, uma melhor regulação da internet e dos intercâmbios, etc. para mobilizarem a opinião pública e os dirigentes para esta causa. Os economistas têm Davos e os peritos em matéria de segurança têm Munique, Shangri-La ou Valdai – mas ainda não existe um Fórum para fazer avançar a causa da boa governança.

Uma plataforma de intercâmbio e de debate

Inspirado no modelo da COP21, o Fórum de Paris sobre a Paz será um local de partilha de experiências e de soluções inovadoras reunindo todos os atores da governança (Chefes de Estado e de Governo, eleitos locais e nacionais, organizações regionais e internacionais, ou a sociedade civil no sentido lato), onde poderão desenvolver-se projetos de governança dando-os a conhecer, submetendo-os a debates em diferentes formatos e promovendo encontros entre os autores dos projetos e respetivos decisores.
O Fórum de Paris sobre a Paz será organizado em torno de 5 temas: paz e segurança, ambiente, desenvolvimento, digital e novas tecnologias, economia inclusiva.
O Comité de seleção do Fórum de Paris sobre a Paz recebeu cerca de 900 candidaturas provenientes de 116 países. Entre elas, foram selecionados mais de cem projetos para serem apresentados no âmbito da primeira edição do Fórum.
Este Fórum tem, assim, o objetivo de ser um encontro anual de projetos, ideias e iniciativas que contribuam de maneira construtiva para uma melhor cooperação internacional a nível dos grandes desafios mundiais, para uma globalização mais justa e igualitária e para um sistema multilateral eficaz, ou seja, uma melhor governança.
Espera-se a participação de muitos Chefes de Estado e de Governo, representantes de grandes organizações internacionais e de diversos atores da sociedade civil – em suma, vários milhares de participantes.
O Fórum de Paris sobre a Paz é uma associação sem fins lucrativos que, além da República francesa, representada pelo Ministério da Europa e dos Negócios Estrangeiros, é composta pela Fundação nacional de Ciências políticas (Sciences Po), pela Fundação Körber, pela Fundação Mo Ibrahim, pelo Instituto francês das relações internacionais e pelo Instituto Montaigne.
Uma das ações mais originais deste Fórum de Paris irá abranger a regulação da Internet e da cibersegurança.

Para o Presidente da República Emmanuel Macron, o espaço digital é um “bem comum fundamental” e, por isso, desejaria que se fizesse “uma reflexão sobre as regulações indispensáveis nestes novos setores, com todos os atores internacionais”. Refletir sobre a definição de regras ou normas para estabilizar as relações no ciberespaço e reforçar a segurança e a resiliência a nível global, implica dialogar com um grande número de atores, tanto do lado estatal, como do setor privado e das comunidades técnicas e universitárias competentes.
Com efeito, no âmbito do Fórum de Paris sobre a Paz, será organizado, a 12.11, às 11h00, um painel sobre o tema da estabilidade no ciberespaço. Este evento permitirá expor a ambição e os objetivos da nossa iniciativa e mostrar que está a surgir um consenso sobre estes princípios.

Além disso, realizar-se-ão dois eventos paralelos, em Paris, de 12 a 14 de novembro para a promoção de uma melhor governança da internet:

O Fórum sobre a governança da Internet, que se realiza de 12 a 14 de novembro de 2018, na UNESCO, em Paris

De que se trata?
O Fórum sobre a governança da Internet é uma plataforma de diálogo de múltiplos atores que examina as questões relacionadas com a governança e a organização da Internet. Constitui um dos principais fóruns de discussão sobre os desafios da Internet e do digital.
Esta reunião sobre o tema “para uma Internet de confiança” abordará o futuro da Internet através dos desafios da confiança, da regulação, da segurança, da estabilidade, assim como o papel dos atores estatais, institucionais e não estatais.
O Secretário-geral das Nações Unidas e o Presidente da República francesa intervirão a 12 de novembro. Por esta ocasião, no seu discurso ao Fórum sobre a governança da Internet, o Presidente da República lançará oficialmente o “Apelo de Paris para a Confiança e a Segurança no Ciberespaço”.

A Cimeira das GovTech, que se realizar a 12 de novembro de 2018, no Hôtel de Ville de Paris.

De que se trata?
A Cimeira das GovTech reúne os inovadores e decisores europeus, os investidores e os universitários, os governos e as coletividades locais assim como os membros da sociedade civil para imaginarem um governo tecnológico do futuro. Trata-se da primeira cimeira completamente consagrada à transformação digital dos Estados e das democracias. Esta edição dedicar-se-á mais especialmente às formas de apoio a um ecossistema europeu de inovadores ao serviço da esfera pública para melhorar a utilização das novas tecnologias no setor público e a colaboração entre Estados e startups.

A 12 de Novembro, o Presidente da República receberá os principais pensadores e atores da transformação digital das democracias para um almoço sobre o tema “tecnologias, democracia e governo do futuro”.

publicado em 12/11/2018

Princípio da página