A França, primeiro destino preferido dos estudantes estrangeiros. [fr]

Dois estudos recentes confirmam a excelente reputação internacional do sistema de ensino superior francês.

A classificação da sociedade de estudos britânicos QS, pelo segundo ano consecutivo, designa Paris como o “Melhor destino para os estudantes no mundo” baseando-se na “performance dos estabelecimentos parisienses e na capacidade de inserção dos seus licenciados”.

Por outro lado, segundo um inquérito TNS/Sofres Campus France 9 em cada 10 estudantes estrangeiros recomendam a França e consideram-se satisfeitos com a sua estadia nesse país.
http://www.topuniversities.com/city-rankings/2013

Paris, «melhor cidade estudante do mundo» segundo o centro de estudos britânico QS (Quacquarelli Symonds Ltd)

Paris está no topo da classificação à frente de Londres, Singapura, Sydney e Melbourne.

Este palmarés anual visa as cidades universitárias de mais de 250 000 habitantes contando, pelo menos, com dois estabelecimentos de ensino superior. Para o QS, os diplomas dos estabelecimentos parisienses oferecem excelentes perspectivas de emprego no mercado francês e internacional. A cidade proporciona igualmente uma grande qualidade de vida e despesas acessíveis.

9 em cada 10 estudantes estrangeiros recomendam a França, segundo um inquérito TNS-SOFRES

A França é a primeira escolha de 77% das pessoas interrogadas. A qualidade das formações (citada por 51% das pessoas interrogadas), o conhecimento prévio da língua francesa (42%) e a reputação dos estabelecimentos (37%) são os três principais factores referidos pelos estudantes estrangeiros.

No final da sua estadia, 90% dos estudantes actualmente em França ou que terminaram os seus estudos, declaram-se satisfeitos ou muito satisfeitos. O valor dos diplomas e o interesse turístico têm as taxas mais elevadas de satisfação (88 e 90%). As saídas e entretenimento (85%), a arte de viver à francesa (81%) e os métodos de ensino (80%), correspondem às expectativas dos estudantes e antigos estudantes. 94% dos estudantes que terminaram os seus estudos consideram que a estadia em França contribuiu para o seu enriquecimento pessoal, 86% afirmam que ela contribuiu para valorizar o seu curso universitário. 8 em cada 10 estudantes declaram que os estudos em França são úteis à sua actividade profissional.

A atractividade francesa participa no desenvolvimento da francofonia

Dos estudantes não francófonos, 68% estudam a nossa língua antes de ir para França e a maioria aproveita a estadia para melhorar o seu nível linguístico: 91% declaram ter atingido um nível médio ou bom.

Depois da licenciatura, 70% dos antigos alunos interrogados mantiveram uma ligação com a França e 24% pertencem a clubs France e a associações de antigos alunos. A rede cultural francesa tem um papel importante neste resultado: 44% dos estudantes requerem os espaços Campus France, polos de acompanhamento dos estudantes pilotados pelas embaixadas de França no estrangeiro.

Medidas recentes facilitam o acolhimento dos estudantes estrangeiros

Várias medidas recentes facilitam o acolhimento dos estudantes estrangeiros: generalização dos “guichets” únicos dentro dos campus universitários, aumento das autorizações de estadia plurianuais que reduzem as diligências a efectuar nas “préfectures”, prorrogação da duração da estadia autorizada para procurar um emprego, compromisso para se criar 45 000 alojamentos suplementares para estudantes no prazo de cinco anos.

Um portal dedicado aos estudantes formados em França está previsto para 2014, a pedido do Ministério dos Negócios Estrangeiros e do Ministério do Ensino Superior e da Investigação. Realizado pelo Campus France, o portal permitirá estreitar os laços entre eles, juntamente com as embaixadas, os estabelecimentos de ensino superior e com outros parceiros (empresas, colectividades territoriais, instituições).

publicado em 05/12/2017

Princípio da página