A França é atractiva [fr]

Os investidores estrangeiros gostam da França

JPEGEm 2014, em cada 3 investidores estrangeiros, dois acham que a França é atractiva, enquanto em 2009 a relação era de 1 em cada 2 (TNS Sofres-AFII). Entre esses investidores 33% prevêem alargar a presença das suas empresas no território francês.

A França n°1 da Europa relativamente aos para os investimentos estrangeiros de produção

A França é o primeiro destino na Europa dos investimentos estrangeiros geradores de emprego no sector industrial (EY, 2014).

A França faz a sua revolução digital

Com 37% de subscritores de a uma rede fixa de alto débito em 2013, a França ocupa o 2° lugar na classificação da OCDE. A França vai investir 20 Mds€ até 2022 para cobrir todo o seu território com redes de débito muito alto através do Plano França Muito Alto Débito. A França possui o maior número de terminais públicos Wi-Fi no mundo: mais de 13 milhões (estudo Ipass, 2014).

A França, país de acolhimento de estudantes de alto nível

Com 289 000 de inscritos no ensino superior, a França é o 3° país de acolhimento de estudantes estrangeiros no mundo (Campus France, 2014). É o 3° país da União Europeia a recensear o maior número de estudantes no segundo ciclo do ensino superior que permite um título de investigador altamente qualificado (Eurostat 2014).

A França, terra de inovação

A França ocupa o 1° lugar, à frente do Reino Unido e da Alemanha, pela sua taxa efectiva de imposto sobre rendimentos por actividades de R&D (KPMG, Choix concurrentiels, 2014), especialmente graças ao Crédito Imposto de Investigação (CIR). A França está em 3° lugar no ranking dos países de acolhimento de actividades R&D depois da Alemanha e do Reino Unido (EY, 2014).

A França baixa o custo do trabalho

O « pacto de responsabilidade e de solidariedade » vai permitir reduzir o custo do trabalho de 30 Mds€ até 2016. No 2° semestre de 2014, o custo horário da mão-de-obra na indústria de manufactura em França (36,81 €) era inferior ao da Alemanha (38,49 €) (Eurostat, Setembro de 2014)

França, um país protector onde é bom viver

A França ocupa a 3ª posição no ranking mundial pela adaptação das infra-estruturas de saúde às necessidades da sociedade (IMD, 2014) e classifica-se em 8° lugar mundial pela esperança de vida à nascença (81,7 anos) (IMD 2014).

A França bom aluno da transição energética

As emissões de CO2 per capita da indústria francesa são inferiores às do Reino Unido, do Japão, da Alemanha ou dos Estados Unidos (IMD World Competitiveness Yearbook, 2014).
A França tem uma electricidade muito competitiva, de 74 € / MWh HT para os industriais contra 84 € na Alemanha e 124 € no Reino-Unido (no 1°semestre de 2014) e para o sector do consumo entre 500 e 2 000 MWh).

Os investidores estrangeiros criam empregos

A França recebeu em 2013 16% dos investimentos estrangeiros geradores de emprego na Europa. Cerca de 1 trabalhador em 9 trabalha numa filial de grupos estrangeiros, e 1 em 5 trabalhadores na indústria da manufactura. É mais do que na Alemanha, em Espanha ou na Finlândia.

A França completamente integrada na globalização

A situação geográfica proporciona o acesso aos mercados EMEA e africanos. Em 2013, os aeroportos franceses bateram um novo record, com um tráfego de cerca de 172 milhões de passageiros comerciais. Paris-Charles de Gaulle é o 1° aeroporto europeu no que respeita o transporte de carga e o 2° no transporte de passageiros, depois de Heathrow. Paris-Le Bourget é o 1° aeroporto de negócios na Europa.

Fonte : Business France

Mais informações :

- www.sayouitofrance.com

publicado em 05/12/2017

Princípio da página