3 : A França, terceira a nível mundial no ranking da transição energética.

JPEG

3 : A França, terceira a nível mundial no ranking da transição energética.

A França surge na terceira posição da classificação do relatório “Global Energy Architecture Performance" 2014 do Fórum económico mundial sobre a transição energética, publicado na quarta-feira 11 de Dezembro.

A França situa-se em terceiro lugar, depois da Noruega e da Nova Zelândia, e no primeiro lugar na Europa.

Esta classificação, que inclui 124 países, considera três grandes categorias: o desenvolvimento económico, a protecção do ambiente e o acesso à energia. Assim, a França é o primeiro país no que respeita a durabilidade energética.

A França posiciona-se em segundo lugar do ranking mundial no que concerne o critério de desenvolvimento sustentável, a seguir à Suécia.

As energias descarbonadas representam 51% da energia primária utilizada em França, das quais 42% ligadas ao nuclear. Esta taxa eleva-se a 90% só na produção de electricidade: segundo o balanço estabelecido pela Rede de transporte de electricidade para 2012, 75% dessa produção provém do nuclear, 11,8% do hidráulico, 2,8% da eólica e 0,7% do solar fotovoltaico.

A França está igualmente bem colocada em termos de custo de energia na Europa. É detentora da quarta subida mais fraca; ou seja a sexta evolução mais favorável ao consumidor.

O estudo explica que a política energética francesa se concentrou no equilíbrio entre uma energia sustentável e acessível. No que concerne a gestão dos resíduos nucleares e dos compostos nucleares, a França encontra-se na vanguarda, segundo o relatório.

O Fórum económico mundial realça o objectivo de François Hollande que é o de reduzir em 50% a parte nuclear, até 2025 e a independência da Autoridade de segurança nuclear. O estudo considera igualmente as recomendações do debate sobre a transição energética.

JPEG

publicado em 20/12/2013

Princípio da página